2 de nov de 2008

poemas 2 a cruz de cristo santifica,esse tipo de olhar


Temas: JESUS

A Cruz de Cristo santifica

Olhando para uma imagem,
Vi duas linhas quase iguais,
Uma vertical, outra horizontal.
Galhos cruzados em unidade,
Uma figura especial.

Verticalmente como que
Se alguém me visse,
Querendo falar alguma palavra.
Já horizontalmente como que
Quisesse abraçar-me,
Certamente perdoar-me.
Quanta humildade e bondade!

Sempre mais aproximando-se
Ouvi uma voz que dizia:
Se você quer me seguir,
Terei um grande prazer;
Abrace a cruz com amor e carregue,
Os dois formatos do viver.

Lágrimas escorreram-me na face
Com fato tão comovente.
Aquela estátua recordou-me Jesus
Que bastante sofreu inocente.
Creio que Ele é o cajinho
Que nos leva para o Pai
Em comunhão com o Espírito Santo.
É porta, luz, verdade, vida e paz.

Continuei com os olhos fixos,
Fiquei minutos contrito, observando,
Sem nenhuma idolatria.
Confiante posso afirmar
Que no lenho da misericórdia
Tem um valioso nome.
Felizes os que procedem
Como amigos do glorioso
Madeiro de Jesus Cristo.
São chuvas de bênçãos tudo isso.

Percebi naquela escultura
O Messias desfigurado,
Convidando à conversão.
Ele nos quer ao seu lado
Para na graça vivermos,
Agora e no eterno chamado.

Cheguei à convicção de que
Não há perdão sem cruz.
Ela é um ideal modo
De se chegar ao Mestre Jesus.
Oh, que madeira de árvore nobre!
Nela o pecado absolve-se.

O lenho foi um instrumento
De suplício, dor e morte.
Mas com o sangue e água
Que o bom Jesus derramou,
O mesmo se santificou.
E em vida se tornou.
Da santa cruz veio a remissão
Para os que crêem na redenção.

O crucifixo nos lembra Cristo
Que para apagar nossos pecados
Carregou enorme peso
Em direção ao Calvário.
Repleto só de ternura
Seu coração é formado.

É baluarte, é vitória,
Da sagrada cruz ter ressurgido a luz.
Por isso dela me aproximo,
Venerando-a com fervoroso estímulo.
É um sublime e benéfico símbolo.
Acredito que foi num madeiro
Que doou-nos a vida Javé,
Entregando-nos o Seu predileto Filho.

Jesus, com divino, não morreu,
Pois é Deus de eternidade.
Expirou apenas a sua natureza humana,
Mas ressuscitou, está claro;
Trazendo para nós a certeza
De que seremos ressuscitados.
A Sagrada Escritura e a fé
Nos revelam evidentes verdades.

Os dois traços são alianças,
Nos dois riscos há penhor.
Jamais poderia ser indiferente
A preciosa cruz, marca de plenitude,
Honradez, glória e amor;
Onde Cristo Jesus
Concedeu-nos os sacramentos
Como salvíficos alimentos.
Esperançosos e assíduos nas orações,
Não nos faltarão talentos.

No altar da eucaristia,
A mesa amável da partilha
Ele continua presente, doando-se
Com sua solidária abnegação,
De maneira incruenta.
Exemplo que para nós deixou.
Há alguém que mais amou?


de Jurandir de Barros e Silva
Passira - PE - por carta

Esse tipo de olhar

Eu preciso encontrar algum rumo, uma estrada, a saída, no olhar...
O escape, uma luz!
O caminho, Jesus...

Na verdade encontrei;

Uma vez... uma vez...
Talvez duas ou três.

Porém isso não basta!

Quero muito beber...sim me embebedar do amor desse olhar!
Navegar, flutuar...
E planar, levitar...

Como já levitei...
Como já flutuei.

Sim, eu quero de novo!

Eu me apaixonei por candura... doçura... ternura... alma pura...
Que advém do amor
Só do meu Salvador.

Oh, como é embriagar-se no encanto que há nesse tipo de olhar;
É o céu, é o mel!
É da noiva, o véu;

Ele salva, redime,
E ele alcança, não cansa!

Eu preciso encontrar novamente, em minha frente; eu estou tão carente...
Desse tipo de olhar...

Rosely T. Sales
19/04/2008

29 de mar de 2008

poemas 4,como conquistar o respeito,voce me trouxe a paz,distancia,o valor da biblia



Como Conquistar o Respeito "Ninguém despreze a tua mocidade;
pelo contrário, torna-te padrão...
na palavra, no procedimento,
no amor, na fé, na pureza". I Tim. 4:12.

Muitos adultos acham difícil suportar o

desprezo e o desdém de outros adultos,
mas para um adolescente é duas vezes
mais difícil suportar o desprezo e o desdém
de seus companheiros da mesma idade.
Um dia, quando Leo Buscaglia estava saindo
da escola, uma gangue de arruaceiros o cercou
e começou a crivá-lo de apelidos por causa
de sua ascendência italiana.
Humilhado e aos prantos, rompeu o círculo de
seus atormentadores e correu para casa.
Lá, trancou-se no banheiro e chorou amargamente.
Seu pai o ouviu chorando e perguntou qual era o problema.
Quando Leo contou o que havia acontecido,esperou que seu
pai tomasse imediatas providências
- ou que batesse nos desordeiros ou pelo menos
reclamasse com os pais deles, exigindo que fossem castigados.
Seu pai não fez nem uma coisa, nem outra.
Em vez disso, começou a mencionar algumas coisas acerca
dos italianos, das quais Leo podia orgulhar-se.
Mas isso não acalmou o garoto.
- Eu não gosto de ser diferente! - protestou ele.
- Quero ser como todos os outros.
- Como todos os outros?
Você quer dizer que gostaria de ser como aqueles
garotos que o insultaram?
- perguntou o pai, articulando bem as palavras.
- Não! - rosnou Leo em resposta.-
Então tenha orgulho daquilo que você é
- aconselhou o pai.
- Afinal de contas, todo o mundo é diferente
de todas as demais pessoas.
Mas o conselho de Paulo ao jovem Timóteo foi
além do conselho que o pai de Leo deu a seu filho.
Sendo um modelo de cristão, podemos conquistar o respeito alheio.




Você me trouxe a Paz

Obrigado não é bem a palavra
que eu queria lhe dizer.
Eu queria poder encontrar
outra forma de lhe falar
o quanto você foi e
é importante para mim
e um simples Obrigado não possibilitaria isso.
Um dia eu vi a tristeza
chegar de mansinho,
o vento bater na janela,
a chuva cair no telhado...
e eu tive medo!
Parecia que tudo a minha volta estava errado,
que o mundo estava virado,
eu não tinha mais aquela alegria de viver,
que geralmente percebemos
nos olhos das crianças.
Então, eu te encontrei...
e foi tão estranho porque
você sempre esteve ali...
mas só então eu te senti
e melhorei.
O sorriso aos poucos
foi ficando nos meus lábios,
cada vez que eu te tinha do meu lado.
Hoje eu sei que não importa
o tamanho da tragédia,
se você tem um amigo.
E amigo não é só aquele
que mora na outra casa,
que você conheceu no trabalho, na escola.
Amigo também é aquele que você tanto ama,
seu namorado ou namorada,
sua mãe, seu pai, avô...
amigo, pra mim, é você!

Autoria Desconhecida






Distância

Simples e incomparável és tu;Aos dias bons e ruins.
Amar-te é calmo como o luarAmar-te é mais que viver.
Tê-lo é um sonhar real, divino e perplexo.Senti-lo é poder
respirar o ar tranqüilo da natureza.Beijá-lo é adormecer.
Abraçá-lo é como se num dia frio eu tivesse o poder
de ter o sol sobre mim.
viver sem ti é padecer,É uma dor que não passa,É noite
fria e escura,É mais que tortura,É vazio, é uma calma ruim.
Saudades de ti, pelas lembranças e pelos momentos mesmo
quetristes, mas adormecidos em meu peito.Talvez passe
transmitindo minha dor neste papel, m'alma pode se
confortar ao ouvir tua voz...
Mas meu coração necessita de mais que um simples eu te amo
peloúnico meio de comunicação que nos une, mesmo que tão distantes...
Assim te espero, assim te amo, assim te amarei até a
sua presença em meu corpo, em minhas mãos.

autora:disconhecida







O Valor da Bíblia
Há muitos anos, existiu um homem muito rico que no dia do seu aniversário convocou a criadagem a sua sala para receberem presentes.
Colocou-os a sua frente na seguinte ordem: cocheiro, jardineiro, cozinheira, arrumadeira e o pequeno mensageiro. Em seguida, dirigindo-se a eles, explicou o motivo de os haver chamado até ali e, por fim, fez-lhes uma pergunta, esperando de cada um a sua própria resposta. Essa foi a pergunta feita:

- O que prefere você receber agora: esta Bíblia ou este valor em dinheiro?

- Eu gostaria de receber a Bíblia - Respondeu, pela ordem, o cocheiro - Mas, como não aprendi a ler, o dinheiro me será bastante mais útil!

Recebeu então a nota, de valor elevado na época, e agradeceu ao patrão. Esse pediu-lhe que permanecesse em seu lugar.

Era a vez do jardineiro fazer a sua escolha e, escolhendo bem as palavras, falou:

- Minha mulher está adoentada, e por esta razão tenho necessidade do dinheiro; em outra circunstância escolheria, sem dúvida, a Bíblia.

Como aconteceu com o primeiro, ele também permaneceu na sala após receber o valor das mãos do patrão. Agora, pela ordem, falaria a cozinheira, que teve tempo de elaborar bem a sua resposta:

- Eu sei ler, porém, nunca encontro tempo para sequer folhear uma revista; portanto, aceito o dinheiro para comprar um vestido novo.

- Eu já possuo uma Bíblia e não preciso de outra; assim, prefiro o dinheiro. Informou a arrumadeira, em poucas palavras.

Finalmente, chegou a vez do menino de recados. Sabendo-o bastante necessitado, o patrão adiantou-se em dizer-lhe:

- Certamente você também irá preferir dinheiro, para comprar uma nova sandália, não é isso, meu rapaz?

- Muito obrigado pela sugestão. De fato estou precisando muito de um calçado novo, mas vou preferir a Bíblia. Minha mãe me ensinou que a Palavra de Deus é mais desejável do que o ouro. Disse o pequeno mensageiro.

Ao receber o bonito volume, o menino feliz o abriu e nisso caiu aos seus pés uma moeda de ouro. Virando outras paginas, foi deparando com outros valores em notas. Vendo isso, os outros criados perceberam o seu erro e envergonhados deixaram o recinto.

A sós com o menino, disse-lhe comovido o patrão: "Que Deus o abençoe, meu filho, e também a sua mãe, que tão bem o ensinou a valorizar a Palavra de Deus."

Pense agora: "O que pode ser mais valioso do que a palavra de Deus ?"
Tudo aquilo que nós precisamos, Deus tem e deseja que tenhamos.
A nós, basta aceitar o que Ele nos oferece.